Agro-turismo com produção local pode ser solução para lhas como Cabo Verde

Agro-turismo com produção local pode ser solução para lhas como Cabo Verde

Designada como “a ilha no fim do mundo”, Denis é umas das 115 que compõem as Seychelles. Como importante região de produção local, este pedaço de paraíso situado no Oceano Índico ocidental pode tornar-se resposta para alguns dos problemas mais preocupantes que assolam os arquipélagos por todo o mundo.

A ilha Denis é praticamente auto-suficiente. Recorrendo ao agro-turismo, abordagem que concilia os sectores público e privado, um grupo de pequena escala de pesca, pecuária e agricultura trabalha em parceria com o resort local. A pequena ilha produz as suas próprias reservas: peixe, porco, galinha, pato, ovos, leite fresco, legumes e frutas. É um verdadeiro exemplo para os países que importam a maior parte dos seus alimentos consumidos.

As Seychelles têm cerca de 86 mil habitantes. O seu PIB em 2011 atingiu os €1 mil milhões, valor gerado principalmente através da pesca e do turismo. A pesca industrial é uma grande fonte de lucro para o país, ao mesmo tempo que a pesca artesanal sofre um subdesenvolvimento. As condições climatéricas imprevisíveis, associadas às mudanças climáticas, prejudicam claramente a produtividade dos pequenos pescadores e agricultores do país.

Apesar da vontade de se tornar um participante activo no comércio regional e global, a região está em grande desvantagem devido ao seu pequeno mercado e à quase inexistência de economias de escala. Os alimentos importados são vendidos em mercados locais a preços substancialmente mais baixos do que os que são produzidos localmente.

Para resolver esta situação, as Seychelles estão a tentar diversificar e promover a pecuária e a agricultura locais, incluindo os produtos orgânicos, para abastecer o turismo e os mercados locais. A combinação da agricultura com o turismo está a levar à criação de alimentos de alta qualidade, bem como de novas oportunidades de emprego. A abordagem permite não só que os dois sectores coexistam, mas também que se complementem, revela o All Africa.

O caso da ilha Denis pode ajudar outras à procura de formas de fortalecer parcerias entre a agricultura e o turismo, reduzindo por conseguinte a pobreza e aumentando a segurança alimentar.

Foi já criada uma iniciativa de auxílio aos pequenos agricultores das ilhas do Índico, apoiada pelo International Fund for Agricultural Development. Trata-se de uma plataforma de divulgação de informações como compostagem, integração de pecuária e agricultura, entre outras medidas ambientalmente sustentáveis.

Este tipo de partilha entre países ou regiões que enfrentem desafios semelhantes pode permitir replicar melhores práticas, de modo a criar uma grande escala de abordagens sustentáveis para a agricultura e uma melhor compreensão das relações entre a população e o meio ambiente. É mais um sinal de que, mais cedo ou mais tarde, o investimento na produção local permite, literalmente, doces colheitas.

E em Cabo Verde, como podemos seguir por este caminho? Envie as suas sugestões para info@greensavers.pt

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores