Espanha: caminho mais perigoso do mundo vai ser recuperado

Caminito del Rey é conhecido como o caminho mais perigoso do mundo e, por esse motivo, está fechado ao público. Situado por cima do rio Gualdahorce, em Málaga, Espanha, a passagem por este caminho é sinónimo de arriscar a vida, devido ao seu estado ruinoso e em acentuada deterioração.

Agora, a autarquia de Málaga aprovou um projecto de reabilitação do caminho, avaliado em €3,1 milhões e que se compromete a recuperar a história pasagem pelo desfiladeiro de Los Gaitanes, entre Álora, Ardales e Antequera.

Segundo o jornal Desnivel, os trabalhos de recuperação vão prolongar-se durante dez meses e o projecto deverá estar terminado em 2015. A nova passagem será construída com painéis de madeira e uma estrutura metálica, ligada à rocha através de âncoras. Paralelamente, haverá secções com piso de vidro, para que os caminhantes possam observar o desfiladeiro.

A nova passagem mede quatro quilómetros, entre os quais cerca de 1,2 quilómetros que se encontram encerrados ao público, pela sua perigosidade e mau estado. Serão também construídas casas de controlo em cada um dos extremos do caminho – El Chorro e Álora.

A construção do caminho, concluída em 1905, foi feita enquanto era construída uma barragem no rio Guadalhorce, uma vez que os trabalhadores precisavam de uma passagem que cruzasse os desfiladeiros para o transporte de materiais, vigilância e manutenção do canal.

Na verdade, e ainda que a passagem esteja fechada ao público, centenas de pessoas continuam a aventurar-se por aqui todos os meses, munidas de material de escalada. O Caminito del Rey é, aliás, uma dos grandes fenómenos do vídeo online, com dezenas de vídeos publicados e com milhares de visualizações em vários sites.

Veja um desses vídeos.

Foto:  Fran Villena (villano) / Creative Commons

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta