Dietas antigas aliviam males modernos

Dietas antigas aliviam males modernos

Regressar às dietas dos nossos antepassados ajudaria a melhorar a relação da sociedade com a terra e restaurar a saúde humana e ambiental, segundo afirma um novo artigo do site IRIN.

Nutricionistas afirmaram à IRIN que muitos alimentos tradicionais e não-processados consumidos pelas comunidades rurais possuem bastantes nutrientes e são ricos em ácidos gordos saudáveis, micronutrientes, e propriedades muito em falta nas dietas dos países de alto e médio rendimento.

As dietas indígenas em todo o mundo – desde os alimentos como raízes e tubérculos capturados em florestas das regiões do leste da Índia, aos peixes de água doce, renas, e focas do norte do Canadá – são variadas, adaptadas aos ambientes locais, e podem combater a subnutrição e as doenças, de acordo com especialistas.

O rompimento com os estilos de vida tradicionais devido à degradação do meio ambiente e a introdução de alimentos processados, gorduras e óleos refinados, e carboidratos simples contribuem para o agravamento da saúde nas populações e para um declínio na produção de alimentos ricos em nutrientes que podem beneficiar todas as comunidades.

Investigação, marketing e financiamento têm ajudado a sensibilizar as pessoas sobre a capacidade dos alimentos ricos em proteínas ajudarem a reduzir o colesterol, fornecer micronutrientes e reduzir o risco de diabetes – aspecto fundamental para a saúde de todos e para o ambiente, pois a desflorestação em todo o mundo, normalmente para abrir caminho à produção agrícola em grande escala, reduz os nutrientes que podem ser recolhidos nas florestas.

Foto:  DFAT photo library / Creative Commons

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores