David Beckham encontra-se com o Dalai Lama das Florestas

David Beckham encontra-se com o Dalai Lama das Florestas

O ex-futebolista David Beckham visitou a tribo Yanomami, no Brasil, durante as preparações para o Mundial de Futebol de 2014, e tendo-se encontrado com Davi Kopenawa, conhecido como o Dalai Lama das Floresta.

Durante as filmagens de um programa televisivo, Beckham visitou o território dos Yanomami e foi recebido por Davi Kopenawa, a quem pediu permissão para entrar na reserva. A conversa abordou temas como as minas de outro ilegal em terras de tribos brasileiras, indica o comunicado da Survival International

Dário Yawarioma, filho de Davi Yanomami e coordenador da associação Yanomami Hutukara, disse à Globo que “David estava muito interessado nos problemas da reserva”. “[Ele] observou as muitas ameaças ao ambiente e à nossa cultura e mostrou-se preocupado com o nosso povo”.

Davi Kopenawa foi o primeiro “Xamã” Yanomami a publicar um livro. “O céu em queda: Palavras de um Xamã Yanomami”, escrito em colaboração com o antropólogo Bruce Albert e que conta a sua história de vida.

Num artigo publicado, na passada semana, na revista Norte-Americana Truthhout, o director da Survival International, Stephen Corry afirmou que “o livro de Kopenawa merece tornar-se um dos mais importantes livros dos tempos actuais”.

Na sua apreciação ao livro, Corry destacou a “oposição diametral” entre a visão do mundo dos Yonamami e concluiu que a mensagem de Davi é clara: “Ele quer que saibamos que estamos a destruir o mundo com a insaciável fome por posses, e se destruirmos os Yanomami, destruímo-nos a nós mesmos”.

O xamã defende que está a proteger a natureza como um todo. “Defendemos as árvores das florestas, as colinas, as montanhas e os rios; o seu peixe, a caça, os espíritos e os habitantes humanos”, revelou, enquanto advertia que “os comportamentos de consumo de recursos verificados no mundo estão a destruir os sistemas dos quais a vida é dependente”. “O mundo vai sofrer se a floresta continuar a ser destruída”.

Vários estudos têm apoiado as reivindicações, de Davi, de que os povos tribais são os melhores conservadores da natureza. Muito antes da palavra conservação surgir no nosso vocabulário, os povos indígenas já desenvolviam medidas altamente eficazes para a manutenção da riqueza das suas terras, para a protecção florestal e da biodiversidade.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores