China quer triplicar capacidade energética solar até 2017

China quer triplicar capacidade energética solar até 2017

Os níveis de poluição na China são cada vez maiores, dando origem a fenómenos de smog cada vez mais frequentes que, por vezes, param serviços, escolas e transportes nas grandes cidades. Uma nova forma de as autoridades chinesas contornarem este problema passa pelo aumento do investimento nas energias renováveis.

No final de 2013, a China tinha uma capacidade solar instalada de 20 gigawatts, uma das maiores em todo o planeta. O novo objectivo governamental passa agora por aumentar esta capacidade para os 70 gigawatts até 2017, o que significa que a China vai triplicar sua capacidade energética solar.

Adicionalmente, a capacidade eólica deve aumentar para 150 gigawatts, a biomassa para os 11 gigawatts e a hídrica para os 330 gigawatts, refere o Treehugger. Com estes aumentos de potência, as autoridades chinesas esperam que 13% das necessidades energéticas do país sejam suprimidas através de energia renovável, o que vai permitir diminuir o uso de combustíveis fósseis, a principal fonte causadora da poluição atmosférica do país.

Contudo, a China é um país de antagonismos e os esforços governamentais para diminuir o uso de combustíveis fósseis podem ser em vão, uma vez que as autoridades continuam a aprovar a construção de mais centrais de carvão.

Foto:  Mountain/\Ash / Creative Commons

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores