Maior rede postal do mundo quer transformar-se num banco

Maior rede postal do mundo quer transformar-se num banco

O serviço postal da Índia – Índia Post – quer tornar-se num banco e tal pretensão até pode nem ser má ideia. Esta ambição pode ser positiva porque, apesar de o maior serviço postal do mundo ter problemas na maior parte dos serviços tradicionais, o Post Office Savings Account, têm apresentado um grande crescimento – um aumento de quase 500% no número de depósitos desde 2002.

Nos últimos meses, o Índia Post começou a interligar várias agências de correios para eventualmente criar uma rede bancária que se vai estender em mais de 23.000 mil balcões em 2015. Este número é superior ao número de balcões do Banco Estatal da Índia, o maior banco do país e com mais sucursais e balcões. Tal significa que se o Índia Post se tornar num banco, mais pessoas vão ter acesso aos serviços financeiros e a possíveis empréstimos.

O serviço postal da Índia está já a trabalhar numa rede de máquinas ATM, que deve estar espalhada por 2.800 localizações no próximo ano. Contudo, o Reserve Bank of Índia, entidade bancária que supervisiona os bancos comerciais não está impressionada com a capacidade do Índia Post, refere o Quartz.

Em Abril deste ano, o Reserve Bank of Índia recusou a proposta do Índia Post para uma licença bancária. Mais recentemente, contudo, o governador do banco central indiano indicou que a rede postal se poderia transformar num banco de pagamentos. Tal significa que a entidade pode oferecer serviços de depósito e pagamento mas não pode conceder empréstimos.

Porém, o argumento para conceder ao Índia Post uma licença bancária é clara: mais de 150.000 balcões de correio, sendo 90% na Índia rural. Assim, uma vez que o governador central ambiciona a inclusão financeira – 40% da população indiana não tem banco -, o serviço postal pode ser a melhor forma de os serviços financeiros chegarem a mais pessoas.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores