Como simples fogões de barro estão a salvar vidas e a preservar florestas nos Himalaias

Nos Himalaias, as comunidades rurais dependem de fogueiras – sem qualquer tipo de exaustão – dentro das suas casas para cozinhar os alimentos. O fumo proveniente das pequenas fogueiras provoca doenças em milhares de pessoas todos os anos, especialmente em crianças e mulheres, que passam a maior parte do dia dentro de casa e são responsáveis pela confecção dos alimentos. Só no Nepal, as doenças pulmonares provocadas pela poluição doméstica provocam a morte de pelo menos 23 pessoas por dia.

Contudo, existe uma organização que está ajudar as famílias da região dos Himalaias a reduzir a poluição doméstica, a Himalayan Permaculture Centre (HPC). Esta organização ensina a estas famílias como construir fogões permanentes e menos poluentes dentro das suas casas, escreve o Inhabitat. Os fogões são construídos com tijolos produzidos a partir de materiais locais e não só requerem menos lenha que as fogueiras como também possuem uma pequena chaminé que permite a exaustão do fumo prejudicial à saúde.

Uma vez que são mais eficientes, necessitam de menos lenha, o que por si reduz o abate de árvores nas florestas locais. Adicionalmente, ao queimarem menos lenha produzem menos dióxido de carbono, reduzindo as emissões de gases com efeito de estufa.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta